Restaurantes em Luanda registam baixa de clientes devido “praga” de moscas

Restaurantes em Luanda registam baixa de clientes devido “praga” de moscas

Nos últimos dias vários são os estabelecimentos comerciais destinados ao preparo e comércio de refeições em Luanda, que têm estado a registar baixa de clientes devido a “praga” de  moscas que assola a capital do país, em consequência dos amontoados de lixo.

Numa  constatação feita pelo Correio da Kianda, nesta sexta-feira, 23,  em restaurantes, hamburguerias e pastelarias,  em zonas  como Talatona, Viana e  Projecto Nova Vida, responsáveis dos estabelecimentos afirmaram ao nosso jornal, que as moscas têm sido, nos últimos dias, um grande incómodo, tanto para os clientes, quanto, para toda a equipa que trabalha no local.

O responsável do restaurante Figueira, por exemplo, na zona de Viana, disse que apesar dos esforços que têm sido feitos com a limpeza constante do estabelecimento, ainda assim, as moscas continuam a invadir o seu local de trabalho, para insatisfação de quem sempre teve um restaurante cheio.

  “Temos feito um esforço enorme com limpeza de hora em hora, mas ainda assim, as moscas entram, e isso, tem estado a afugentar muitos clientes”, disse, José Pascoal.

Não são apenas os restaurantes que reclamam da baixa de clientes por força da praga de moscas que se verifica em Luanda.  Responsáveis de hamburguerias são outros que também se juntaram às vozes de descontentamentos.  Ao Correio da Kianda, Heliana Morgado, dona de uma hamburgueria no Projecto Nova Vida, para além de revelar que o seu estabelecimento perdeu clientes por conta das moscas, atirou-se contra as autoridades por, no seu entender, serem os responsáveis pelo que hoje se verifica  em Luanda, referindo-se, aos amontoados de lixo.

“Nunca Luanda poderia ter tanta mosca se o Governo tivesse dado conta do recado da proliferação de lixo que hoje se verifica em Luanda. Nós que trabalhamos na confecção de alimentos só estamos a ter essa baixa de clientes porque os mesmos estão a ser afugentados pelas moscas. E assim, como eu, podem passar em mais hamburguerias ou restaurantes aqui no Nova Vida, que a reclamação será a mesma!, lamentou, Heliana Morgado.

“Submergida” em  lixo, há mais de uma década que a província de Luanda não registava tanto lixo nas ruas, ao ponto de provocar uma “praga” de moscas que tem deixado vários restaurantes sem clientes.