• Post category:Novo Jornal

ELISAL acusada de despedir sindicalistas por terem denunciado desvio de equipamentos

ELISAL acusada de despedir sindicalistas por terem denunciado desvio de equipamentos

A Empresa de Saneamento e Limpeza de Luanda (ELISAL) é acusada de ter despedido dois sindicalistas por esses terem denunciado, em carta ao Presidente da República, o “desvio de vários meios técnicos da empresa”. Trata-se do primeiro e segundo secretários da comissão sindical, respetivamente, Ventura Luciano e Henriques António, que, no passado mês de Abril, viram anulados os seus vínculos laborais com a instituição em causa, alegadamente, por terem tornado público um suposto desvio de viaturas, motores e algumas motobombas por parte de atual administração, que teria, igualmente, descaminhado carros recuperados da antiga gestão.

Ventura Luciano, um dos dois lesados, explica ao Novo Jornal que, quando ele e o outro sindicalista se aperceberam dos desvios, relatados pelos próprios funcionários, fizeram questão de verificar e constataram que “era verdade”. “Nos Mulenvos, por exemplo, onde foram transferidas as 129 viaturas co simples avarias, notámos que perto de 50 já não se encontravam no local e outras já não tinham os respetivos motores”, detalha o sindicalista, acrescentando que a conclusão imediata a que chegaram foi a de que se estava diante de “uma simulação para fins inconfessos”.