• Post category:VOA

Chuvas deixam quase quatro mil pessoas sem tecto na província do Cuanza Norte

Chuvas deixam quase quatro mil pessoas sem tecto na província do Cuanza Norte

Cerca de 4.000 pessoas estão sem casas na província do Cuanza-Norte, norte de Angola, por causa das chuvas que caíram este sábado, nos municípios da Banga, Cambambe, Samba Cajú e Ngonguembo, com incidência em Cambambe,.

As precipitações foram acompanhadas de fortes ventos que contribuíram para os estragos

A vice-governadora provincial local, Leonor Garibaldi, em declarações à VOA, ao considerar de desolador o quadro confirmou a inundação “de mais de mil residências, mais de 50 [residências de construção precária] destruídas e pontes destruídas”.

Uma comissão multissectorial nacional está no Cuanza-Norte, integrando o segundo comandante geral dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros de Angola, Manuel Lutango, representantes do Ministério da Família e Igualdade do Género e do Instituto Nacional de Estradas de Angola, membros do governo provincial já sobrevoou as zonas mais críticas.

Leonor Garibaldi disse que os dados preliminares apontam o municipio de Cambambe como o mais fustigado.

Informações provisórias dos Serviços de Protecção Civil e Bombeiros de Cambambe, confirmam a eliminação por completa das pontes sobre o rio Capacala na localidade de Cassua 1, Comuna de Dange-ya-Menha e Cassesse, a inundação de 727 residências e a destruição de 11.

Mais de 900 famílias estão sem casas nas aldeias e bairros da municipalidade , correspondendo a mais de 3.790 pessoas.

Não há energia eléctrica e o sinal de internet foi interrompido com a queda de um poste de média tensão e cortes dos cabos de fibra óptica.