Líder da juventude do PRS denuncia “onda de mortes” na região do Cuango

Líder da juventude do PRS denuncia “onda de mortes” na região do Cuango

O secretário permanente nacional da Juventude do PRS, Gaspar Fernandes dos Santos, denunciou, nesta terça-feira, 18, que a empresa prestadora de serviços de segurança na Região do Cuango, denominada por Kadyapemba, através dos seus agentes, têm vindo recorrentemente a praticar actos de violações sistemáticas contra os Direitos Humanos e a Constituição da República, tendo frisado que só no mês de Abril, três cidadãos foram espancados e mortos naquela localidade.

O dirigente juvenil revelou que foram vítimas os senhores Romeu Bernardo, de 46 anos, morto a pancada no passado dia 24 de Abril do corrente ano; Nelito Caxito Nacadilacu, 27 anos, morto a tiro também no passado dia 24 de Abril do corrente, na localidade de Tximbulaji e Yanvua João Modesto, de 25 anos, espancado barbaramente, e “muitos outros cidadãos não identificados até ao momento”, denunciou.

Em conversa com o Correio da Kianda, o líder da JURS, Gaspar dos Santos, disse que “enquanto líder juvenil e, sobretudo, angolano, dói-me profundamente ver os nossos irmãos a serem mortos como se fossem animais, sem dor e nem piedade”.

O jovem político apelou a PGR e ao SIC que se accione mecanismos para que se faça um inquérito para se apurar com maior celeridade os actos criminosos que são perpetrados pelos agentes de segurança da empresa Kadyapemba e serem responsabilizados criminalmente. Por outro lado, apelou aos angolanos dentro e fora do país para em conjunto exigir o respeito pelos Direitos fundamentais dos cidadãos e darmos um basta a estas práticas criminosas.

Durante a conversa, Gaspar dos Santos manifestou o seu apreço às famílias das vítimas, “inclinando-se perante a todos neste momento de dor profunda e sempre lutaremos para haver honra à memória dos vossos parentes”, finalizou.