• Post category:Novo Jornal

Oficial do Exército ao serviço da Presidência da República foi apanhado a sair do País com milhões de USD e Euros

Oficial do Exército ao serviço da Presidência da República foi apanhado a sair do País com milhões de USD e Euros

O chefe das Finanças da banda musical da Presidência da República, major Pedro Lussaty, foi detido quando transportava duas malas carregadas com 10 milhões de dólares e 4 milhões de euros para os quais não justificou a posse e, alegadamente, procurava retirar do País.

Este oficial superior das FAA ao serviço da Presidência da República na qualidade administrativo da banda musicial da Casa de Segurança, foi detido na passada segunda-feira quando, soube o Novo Jornal de fonte judicial, saia de casa, em Luanda, alegadamente para deixar o País, levando consigo duas malas com dinheiro para o qual não tinha explicação para a sua posse.

Pedro Lussaty foi detido e viu ser-lhe aplicada a prisão preventiva como medida de coacção.

Esta detenção foi realizada a partir de uma investigação que surgiu com uma denúncia de militares da banda da Casa de Segurança da Presidência da República, onde, como constatou o Novo Jornal, era dito que o oficial, em conluio com outros, estava, há anos, a subtrair milhões de kwanzas mensalmente dos salários dos músicos.

A operação de detenção e investigação foi conduzida pelo Serviço de Investigação Criminal (SIC-Geral) depois de meses a recolher dados sobre o major Lussaty e eventuais cúmplices.