• Post category:Angorussia

Puto Prata refuta homenagens enquanto morto: “Não quero que me mostrem o quanto sou valoroso morto”

Puto Prata refuta homenagens enquanto morto: “Não quero que me mostrem o quanto sou valoroso morto”

Com a expansão e a facilidade de obter e partilhar informações com apenas um clique, tem sido constante as homenagens através das redes sociais, quando uma figura pública ou anónimo deixa de existir fisicamente. É nesta senda, que o “Doutorado” pediu as pessoas para não ser elogiado quando um dia perecer.

“Por favor, quando eu morrer não me elogie ou chorem ou me deem importância, seria uma enorme ofensa para mim. Não quero que me mostrem o quanto sou valoroso morto”, disse o músico.

Henrique Mandande Cangari, ou simplesmente Puto Prata, nasceu em Luanda Município do Rangel, aos 19 de Março 1986. Além de músico do estilo Kuduro, Puto Prata é formado em Administração e Gestão Pública.