• Post category:VOA

Províncias do norte e sul de Angola vão ser palcos de manifestações no sábado

Províncias do norte e sul de Angola vão ser palcos de manifestações no sábado

Províncias do norte e sul de Angola vão ser neste fim-de-semana palcos de manifestações convocadas para protestar contra o elevado custo de vida e desemprego.

Estão programadas manifestações no Uíge, Cunene e Namibe, e nesta última província o protesto é também contra a prisão do activista Edson Kamalanga, detido por alegado envolvimento na compra de material de construção roubado, mas que os activistas consideram ser um “preso politico”.

Cunene

Na Província do Cunene, os activistas vão marchar nas ruas da cidade de Xangondo, Município do Ombandja.

Airton Pereira, um dos organizadores, disse à VOA lamentar que as autoridades no Cunene tenham, no passado, “reprimido manifestações, enquanto noutras províncias as manifestações realizam-se sem constrangimentos”.

Namibe e Uíge

Já no Namibe, os jovens querem sair às ruas para protestar contra a permanência nas cadeias do activista Edson Kamalanga, e também protestar contra o elevado custo de vida em Angola e no Namibe, em particular, afirma Pedro de Sousa falando em nome do grupo organizador.

No Uíge, a carestia de vida leva activistas às ruas.

O activista cívico Jorge Kisseque, um dos organizadores, disse que a manifesgação tem dois lemas: “o custo elevado de elevado de vida e índice elevado de desemprego”.

“Muitos indivíduos perderam o poder de compra até mesmo para quem trabalha, você vai no armazém com 50 a 100 mil kwanzas mas não compras nada de importante e existe no país pessoas que ganham 33 mil kwanzas, que está estipulado como salario minino nacional e há quem ganha 20 mil kwanzas”, acrescentou.

Raul António, outro organizador, disse que a manifestação de sábado cumpriu todos os procedimentos legais e parte das Bombas do Bairro Candombe Velho, em direcção ao largo do Governo.