Regresso de Eduardo dos Santos aguardado com expectativa no seio do MPLA

Regresso de Eduardo dos Santos aguardado com expectativa no seio do MPLA

O anúncio do regresso ao país de José Eduardo dos Santos, marcado para os próximos dias, conforme avança o jornal português Negócios, está a ser aguardado com bastante expectativa no seio do “partido dos camaradas”, apurou de fontes próximas ao MPLA, o Correio da Kianda.

Entre as expectativas, alguns militantes esperam que o ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos, venha sentar-se com o actual presidente, João Lourenço, como forma de descomprimir o cenário “fragilizado” que o MPLA tem vivido nos últimos dias, recomendações que para além dos militantes, têm sido dadas também pelos serviços secretos à Casa do Presidente da República.

Segundo refere o jornal Português, José Eduardo dos Santos deverá viajar para Luanda durante este mês de Junho, pondo assim um ponto final numa longa ausência do país.

O ex-Presidente da República saiu de Angola em Abril de 2019 e, desde então, fixou residência em Barcelona.

A excepção a esta espécie de exílio foi uma deslocação ao Dubai para estar ao lado da filha, Isabel dos Santos, após a morte do marido desta, Sindika Dokolo.

Eduardo dos Santos permaneceu no Dubai entre Dezembro de 2020 e Abril de 2021, tendo depois voltado à capital da Catalunha.

O provável regresso de José Eduardo dos Santos a Angola é aguardado com expectativa, tendo em consideração que se desconhecem as suas motivações.

Assim, qualquer intervenção do antigo chefe de Estado, será escrutinada minuciosamente, para se avaliar o grau da extensão da ruptura com o seu sucessor, João Lourenço, e perceber se existe alguma hipótese de reparação desta.

José Eduardo dos Santos tem contado com menos apoio, na medida em que um dos seus indefectíveis, que o visitava regularmente em Barcelona, o general Leopoldino Fragoso do Nascimento (Dino), está impedido de sair de Angola, o mesmo acontecendo com o general Hélder Vieira Dias (Kopelipa).