Regresso da TAAG aos EUA: Executivo contrata especialista para avaliação técnica

Regresso da TAAG aos EUA: Executivo contrata especialista para avaliação técnica

Angola é candidata à obtenção de uma classificação de categoria no Programa de Avaliação de Segurança da Aviação Internacional (IASA, na sigla inglesa) da Administração Federal dos Estados Unidos (FAA, na sigla em inglês), anunciou esta segunda-feira (21), em Luanda, o Ministério dos Transportes.

Para o efeito, o órgão de tutela contratou a The Wicks Group (TWG), especialista mundial na consultoria da aviação, para implementar o serviço técnico para melhorar o cumprimento de Angola com as normas internacionais de supervisão e monitorização da segurança área.

A classificação pretendida por Angola com a contratação da TWG é a primeira de um processo que pode permitir à TAAG efectuar voos aos Estados Unidos, a “Categoria 1”.

O projecto seguinte é o “IASA 2”. Está fase 2 de assistência técnica é a sequência de uma anterior iniciativa de melhoria da segurança da aviação e está alinhada com a visão do Executivo de criar uma ligação aérea directa entre Angola e os EUA num futuro próximo.

Para o efeito, Angola precisa da classificação de Categoria 1 para a TAAG Angola Airlines (TAAG, SA), companhia aérea de bandeira, o que vai permitir o lançamento de voos directos entre Angola e os Estados Unidos.