Empresário Riquinho promete “lutar para deixar cair o MPLA” nas próximas eleições

Empresário Riquinho promete “lutar para deixar cair o MPLA” nas próximas eleições

O empresário Henriques Miguel “Riquinho” prometeu, nesta quinta-feira, numa entrevista concedida à Rádio Despertar, “lutar com todas as suas forças e persuadir militantes e empresários descontentes com o seu partido, no sentido de destronar o MPLA no próximo pleito eleitoral, previsto para o próximo ano”.

Riquinho, que mostra-se descontente com o partido no poder, por motivos de uma alegada dívida contraída pelo partido dos camaradas em tempos idos, através de um trabalho prestado pelo empresário a favor do MPLA, considera continuar a existir na actual governação, os mesmos “vícios” da antiga, e cita o amiguismo, a corrupção e o bajulismo, como um mal, que continua presente no seio dos camaradas.

” Vou lutar para que os militantes, zangados como eu, votemos todos contra o MPLA. “Sabemos que o nosso voto contra o MPLA não vai fazer o MPLA perder porque o MPLA tem muitos militantes, e tem muitos bajuladores, mas nós, zangados, se votarmos contra, pelo menos o MPLA não vai ter maioria absoluta”, disse, Riquinho, à Rádio Despertar.

Riquinho, que diz estar a receber um tratamento desprezível por parte do partido dos camaradas, acusou ainda o MPLA, de estar a ” financiar” os desertores da UNITA, citando o político Mfuca Muzemba como sendo, um supostos desertores que tem sido financiado pelo partido no poder.

“Para o traidor Mfuca, ou Mafuka, há dinheiro até para criar partido político. Eu não sei onde é que esse Mafuka vai encontrar 7 mil assinaturas, se o Chivukuvuvuku não conseguiu. É para verem o quão mal o MPLA está orientado, preferem gastar milhões com traidores da UNITA do que pagar as dívidas morais que têm com os seus militantes, eu por exemplo gastei com o MPLA cerca de 25 milhões de dólares”, disse, Riquinho.