• Post category:RFI

Fim da greve dos trabalhadores do Caminho de Ferro de Benguela

Fim da greve dos trabalhadores do Caminho de Ferro de Benguela

Os trabalhadores do Caminho de Ferro de Benguela decidiram pôr fim à greve iniciada na quarta-feira, depois de ter sido alcançado um acordo entre o sindicato e a direção da empresa. As negociações foram mediadas pelo ministro dos Transportes angolano, Ricardo Veiga de Abreu.

Terminou este sábado o movimento de greve dos funcionários do Caminho de Ferro de Benguela, iniciado esta semana, depois de ter sido alcançado um acordo entre o sindicato e a direção da empresa. As negociações foram mediadas pelo ministro dos Transportes angolano, Ricardo Veiga de Abreu.

De acordo com a Comissão Sindical,a direção da empresa aceitou aumentar em 25% o salário dos trabalhadores e o pagamento regular do subsídio da cesta básica alimentar.

No caderno reivindicativo constava um aumento de 50%, um valor que a empresa considerou incomportável.

O Caminho de Ferro de Benguela foi recentemente reabilitado, no quadro da cooperação com a China, um projecto orçado em mais de 2 mil milhões de dólares.

A infraestrutura económica é de interesse estratégico para o Corredor do Lobito, na mobilidade de mercadorias e de passageiros dos países da África Austral.