• Post category:Expansão

Isabel dos Santos com novo processo de 26,9 milhões euros movido pelos bancos portugueses CGD, BCP e Novo Banco

Isabel dos Santos com novo processo de 26,9 milhões euros movido pelos bancos portugueses CGD, BCP e Novo Banco

Deu entrada esta sexta-feira, no Juízo Central Cível de Lisboa, um processo no valor de 26,9 milhões de euros interposto pela Caixa Geral de Depósitos (CGD), BCP e Novo Banco, que tem como réus Isabel dos Santos, a Kento Holding Limited (Malta), e a Unitel International Holdings BV (Países Baixos), empresas com participações indiretas de Isabel dos Santos na NOS, que se encontram arrestadas.

A informação consta do portal Citius, que faz a gestão processual nos tribunais judiciais portugueses..

Neste processo estão em causa as sociedades de Isabel dos Santos que participam na Zopt, empresa que representa a parceria entre a empresária e a Sonae na NOS.

Recorde-se que a presidente executiva da Sonae, Cláudia Azevedo, já afirmou que está a aguardar pela resolução do arresto de bens da Zopt para depois dissolver a parceria com Isabel dos Santos.

Este processo junta-se a outros em curso, movidos por diversos bancos contra a empresária, desde a divulgação do dossier Luanda Leaks, despoletado, em Janeiro de 2020, pelo Consórcio Internacional de Jornalismo de Investigação (ICIJ), constituído por mais de 715 mil ficheiros, que desmontam alegados esquemas financeiros de Isabel dos Santos e do marido, Sindika Dokolo, entretanto falecido.

Em 2020, a CGD, o BCP e o Novo Banco moveram um processo conjunto relativo às sociedades Winterfell e Winterfell 2, detentora da participação da empresária na Efacec, entretanto nacionalizada e em processo de reprivatização.

Também há acções individuais da CGD e, segundo o semanário Expresso, outra acção conjunta do BCP com o Novo Banco.